Ir para o contedo

Em várias cidades do País, percebe-se inadequação na aquisição de frutas, verduras, legumes e leguminosas (Foto: Divulgação - Site stock.xchng)

Baseado na importância e no papel da alimentação na diminuição dos fatores de risco das doenças cardíacas, o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital do Coração (IEP/Hcor), em São Paulo, e o Ministério da Saúde desenvolveram um estudo clínico randomizado, nacional e multicêntrico, para avaliar a efetividade de um programa alimentar brasileiro cardioprotetor na prevenção de eventos cardiovasculares.

A pesquisa foi elaborada com alimentos cultivados no País, de baixo custo, valorizando diferenças culturais brasileiras e seguindo recomendações nutricionais, nacionais e internacionais para auxiliar na redução dos fatores de risco cardíaco. O projeto piloto teve início em 2011 e será concluído até o final deste ano.

“Esse programa alimentar é comparado à prática usual de prescrição dietética para pacientes com histórico de doenças cardiovasculares e fatores de risco. Além disso, avalia a redução e melhora dos mesmos, como perda de peso, diminuição da medida de circunferência da cintura, diminuição dos níveis de colesterol, de glicose e de pressão arterial”, explica o médico Otávio Berwanger, responsável pelo IEP/HCor.

Em São Paulo, ao avaliar os alimentos adquiridos exclusivamente para consumo no domicílio, percebe-se uma inadequação na aquisição das frutas, verduras, legumes e leguminosas, em contraste com a elevada obtenção de açúcares e refrigerantes.

“A alimentação equilibrada é importante para a redução dos fatores de risco e principalmente para evitar o desenvolvimento de diversas doenças. Entretanto, quando se fala em alimentação saudável ou equilibrada, a primeira ideia é de uma refeição extremamente restritiva ou até inacessível à população brasileira”, explica a superintendente de qualidade e responsabilidade social do HCor, Bernardete Weber.

Comentários fechados.

Todas as informaes apresentadas neste blog esto disponveis com objetivo exclusivamente educacional. Dessa maneira, nosso contedo no pretende substituir consultas mdicas, realizao de exames e tratamentos mdicos. Sempre que tiver uma dvida, no deixe de conversar com o seu mdico, que o profissional mais adequado para esclarecer todas as suas perguntas. E nunca se esquea de que o direito informao correta essencial para a preveno e o sucesso do tratamento. E mais: o contedo editorial do Casa Saudvel no apresenta relaes comerciais com possveis anunciantes e patrocinadores do blog.