Ir para o conteúdo

GACCom o tema Diagnosticar precocemente o câncer infantojuvenil: um desafio para o município de Paulista, o Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer de Pernambuco (GAC/PE) realiza hoje a abertura do quarto ano do projeto Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil.

A iniciativa oferece capacitação sobre sinais e sintomas do câncer infantojuvenil para profissionais da Estratégia de Saúde da Família (ESF), primeira referência de saúde para a família, considerando a população de baixa renda.

As aulas serão realizadas, até o fim deste mês, na Faculdade Joaquim Nabuco, no município do Paulista, a 17 km do Recife. Nesta edição, devem ser capacitados 700 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e agentes comunitários de saúde. São 24 horas de aulas que abordam as formas de identificar os sinais e sintomas do câncer precocemente.

Um grupo interdisciplinar de profissionais de saúde do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), onde está o GAC/PE, ministra as capacitações. A equipe é formada por médicos, enfermeiros, dentistas e psicólogos.  A iniciativa em Pernambuco já capacitou, em três anos, mais de 1 mil profissionais do Recife, de Limoeiro, de Vitória de Santo Antão, de Ibimirim, de Manari e de Garanhuns.

Comentários fechados.

 
Todas as informações apresentadas neste blog estão disponíveis com objetivo exclusivamente educacional. Dessa maneira, nosso conteúdo não pretende substituir consultas médicas, realização de exames e tratamentos médicos. Sempre que tiver uma dúvida, não deixe de conversar com o seu médico, que é o profissional mais adequado para esclarecer todas as suas perguntas. E nunca se esqueça de que o direito à informação correta é essencial para a prevenção e o sucesso do tratamento. E mais: o conteúdo editorial do Casa Saudável não apresenta relações comerciais com possíveis anunciantes e patrocinadores do blog.