Ir para o conteúdo

Fernando de Noronha: trilha acessível recebe primeira visitante

17 de julho de 2012 | postado por Cinthya Leite

A trilha do Golfinho Sancho, em Noronha, foi estreada pela cadeirante Mosana Cavalcanti, acompanhada da funcionária da EcoNoronha Edna Ferreira (Foto: All Angle)

Até o comecinho deste ano, pessoas com deficiência física que chegavam ao Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (Parnamar) não tinham acesso facilitado aos principais pontos turísticos da ilha.

Agora, com o trabalho desenvolvido pela empresa EcoNoronha, a ilha já recebeu a primeira cadeirante. Coordenadora do Programa de Turismo Acessível (Pernambuco sem Fronteiras/Unidade de Projetos Especiais), Mosana Cavalcanti sofreu um acidente que a deixou paraplégica há nove anos. Ela esteve em Fernando de Noronha na última quinta-feira (12/7), acompanhada da funcionária da EcoNoronha Edna Ferreira.

Mosana já havia visitado a reserva antes de seu acidente e chegou a se emocionar ao passear pela nova trilha acessível a deficientes físicos. “Nunca imaginei que poderia voltar à Baía dos Golfinhos e ao Mirante Dois Irmãos. Achei que depois do acidente não poderia rever estas paisagens tão maravilhosas. Estou muito feliz”, disse.

OBRAS – Com 943 metros de extensão, a trilha do Golfinho Sancho foi a primeira a ser construída pela EcoNoronha, que liga o Posto de Informação e Controle (PIC) do Golfinho Sancho até o mirante dos Golfinhos.

Para proporcionar ao turista maior qualidade, o PIC contará com estacionamento, sanitários, duchas, guarda-volumes, locação de bicicleta para passeio, mapas, lanchonete e loja de lembranças.

Comentários fechados.

 
Todas as informações apresentadas neste blog estão disponíveis com objetivo exclusivamente educacional. Dessa maneira, nosso conteúdo não pretende substituir consultas médicas, realização de exames e tratamentos médicos. Sempre que tiver uma dúvida, não deixe de conversar com o seu médico, que é o profissional mais adequado para esclarecer todas as suas perguntas. E nunca se esqueça de que o direito à informação correta é essencial para a prevenção e o sucesso do tratamento. E mais: o conteúdo editorial do Casa Saudável não apresenta relações comerciais com possíveis anunciantes e patrocinadores do blog.